terça-feira, 10 de março de 2015

Gilcimar Teixeira - Olhar

Teu olhos pra mim representam o infinito
fico perdido, as vezes preso a este olhar.
Olhar  que me maltrata, as vezes me salva

Olhar que penetra meu coração
São duas armas apontadas para mim.
Já estou rendido!

Seu olhar desfaz a guerra
a guerra sujeita-se a seu olhar
Quem não sujeita-se ao seu olhar?

As vezes seu olhar é a lua
Mas na maior parte do tempo é o sol
No seu olhar encontro o fundo do oceano
as vezes me encontro no céu.

Olhos castanhos, olhos azuis,
olhos verdes e o melhor de todos:
olhos seus.


Gilcimar Teixeira
Título: Olhar

Nenhum comentário:

Postar um comentário