quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Marquesa de Alorna, in 'Antologia Poética' - Basta, Destino Severo


Basta, destino severo: 

Em dias tão malogrados 

Me trocaste sem piedade 
Instantes afortunados. 

Quais voltas do sol os raios 
Pelas trevas apagados, 
Voltai, se podeis, instantes, 
Instantes afortunados! 

Voto imprudente! Que digo? 
Só posso esperar cuidados, 
Uma vez que os interrompem 
Instantes afortunados. 


Marquesa de Alorna, in 'Antologia Poética' 

Portugal - 1750 // 1839 - 
Poeta/Pedagoga 
Título: Basta, Destino Severo

Nenhum comentário:

Postar um comentário