quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Mario Benedetti - Não te rendas, por favor, não cedas - Versos soltos

Não te rendas, por favor, não cedas,
Ainda que o frio te queime,
Ainda que o medo te morda,
Ainda que o sol ponha e se cale o vento,
Ainda existe fogo na tua alma,
Ainda existe vida nos teus sonhos
Porque cada dia é um novo começo,
Porque esta é a hora e o melhor momento
Porque não estás sozinho, porque eu te amo.

Mario Benedetti

Nenhum comentário:

Postar um comentário