segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Florbela Espanca Correspondência (1916) - Eu não sou como muita gente


"Eu não sou como muita gente: entusiasmada até à loucura no princípio das afeições e depois, passado um mês, completamente desinteressada delas. Eu sou ao contrário: o tempo passa e a afeição vai crescendo, morrendo apenas quando a ingratidão e a maldade a fizerem morrer."

Florbela Espanca
Fonte - Correspondência (1916)

Nenhum comentário:

Postar um comentário